Fiocruz Minas promove capacitações em Bambuí

IMG-20180410-WA0083

A Fiocruz Minas realizou, nos últimos meses, uma série de capacitações no município de Bambuí, no Centro-Oeste de Minas. Profissionais de diferentes áreas da saúde participaram das atividades e receberam orientações teóricas e práticas acerca de leishmaniose, leptospirose e acidentes com animais peçonhentos.  A iniciativa é um desdobramento do termo de cooperação técnica assinado pela direção do IRR e pela Prefeitura de Bambuí no ano passado, visando fortalecer as ações de saúde no município, especialmente no que se refere à vigilância.

Os temas abordados nas capacitações foram definidos pela Secretaria Municipal de Saúde. Para ministrar os cursos, a Fiocruz Minas levou profissionais da unidade e também contou com parcerias. O pesquisador Rômulo Toledo, da Fundação Ezequiel Dias (Funed), falou sobre acidentes com animais peçonhentos. Do IRR, estiveram presentes os pesquisadores Gustavo Mayr, que ministrou a capacitação sobre leptospirose, e abordou assuntos envolvendo a transmissão das leishmanioses no município, e Gustavo Paz e Mariana Pedras, que abordaram controle, clínica e diagnóstico das leishmanioses.

Segundo Mayr, que juntamente com a diretoria vem coordenando as ações do IRR na cidade, as capacitações atendem a uma demanda do município e são o primeiro passo de uma parceria retomada recentemente, mas que já prevê outras atividades. “Em relação à leishmaniose, por exemplo, existe a perspectiva do desenvolvimento conjunto – envolvendo IRR e o município- de um plano de controle de leishmanioses, que poderá incluir vigilância entomológica, controle de cães, entre outros aspectos”, explica o pesquisador.

Outras capacitações estão previstas. Os próximos temas serão ética e trabalho em equipe, a ser ministrado pela vice-coordenadora do Comitê de Ética da unidade, Laiza Danielle Assumpção; e esquistossomose, que será conduzido pelo pesquisador Cristiano Massara.

A assinatura do termo de cooperação técnica entre a Fiocruz Minas e a Prefeitura de Bambuí retoma uma parceria iniciada ainda na década de 40, que deu origem ao Posto Avançado de Estudos Emmanuel Dias (PAEED), unidade do IRR na cidade que viabilizou uma série de pesquisas voltadas para o controle da doença de Chagas, bem como para os estudos relacionados ao envelhecimento. O acordo reativa as ações do próprio PAEED, uma vez que os profissionais lotados na unidade vão auxiliar no desenvolvimento das atividades.

“A Fiocruz e o município de Bambuí já têm histórico de trabalho em conjunto, com resultados extremamente importantes para a saúde da população. Nosso objetivo é que esta nova etapa que se inicia também possa promover melhorias nas condições de saúde das pessoas”, afirma Mayr.