Fiocruz Minas promove curso Comunicadores Quilombolas

curso quilombo

A Fiocruz Minas, em parceria com a Federação das Comunidades Quilombolas do Estado de Minas Gerais (N’Golo) e a Universidade Federal de Itajubá, promovem, entre os meses de agosto e outubro, o Curso Comunicadores Quilombolas, voltado para jovens quilombolas do estado de Minas Gerais, com idade entre 18 a 29 anos. As atividades têm por objetivo criar e dar visibilidade a dados gerados a partir de estudos investigativos feitos em conjunto com jovens comunicadores do Fala Quilombo. No final, será elaborada uma cartilha versando sobre saúde quilombola no contexto da pandemia, considerando as demandas diagnosticadas e mapeadas pelos participantes.

O curso divide-se em dois eixos: o primeiro, Comunicação social como ferramenta de luta, que acontece entre 20 de agosto e 17 de setembro; e o segundo, Os reflexos da pandemia no contexto da saúde quilombola, no período entre 24 de setembro e 22 de outubro. As aulas acontecem semanalmente e são ministradas por um profissional quilombola e um profissional da área acadêmica. Os encontros são virtuais e ocorrem sempre às sextas-feiras, das 19h às 20h30.

A iniciativa conta com o apoio do Programa Inova Fiocruz, dentro do projeto Comunidades Quilombolas e Covid-19, e do Fundo Brasil de Direitos Humanos. Na Fiocruz Minas, as atividades são coordenadas pela pesquisadora Denise Pimenta.