Fiocruz Minas recebe estudantes durante as férias para curso de inverno

cidip-capa

Se para muita gente julho é um mês para descansar e relaxar, para a turma de alunos que participou do Curso de Inverno em Doenças Infecciosas e Parasitárias (Cidip) do IRR foi um período para estudar, aprender coisas novas e trocar experiências. Durante uma semana e meia, os estudantes puderam assistir a dezenas de palestras, conhecer laboratórios e vivenciar, na prática, o dia-a-dia de uma instituição de pesquisa.

Tendo como tema Desafios e ferramentas para o controle e erradica√ß√£o [das doen√ßas], o Cidip 2019 contou com um m√≥dulo te√≥rico, realizado no per√≠odo entre 22 e 27 de julho, e outro pr√°tico, promovido de 29 a 31 de julho. As palestras foram ministradas por pesquisadores de diferentes institui√ß√Ķes, entre elas Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade de S√£o Paulo (USP), Instituto Butantan, Universidade Federal da Para√≠ba (UFPB), Universidade de Bras√≠lia (UnB), Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Laborat√≥rio Nacional Agropecu√°rio (Lanagro MG), Secretaria de Estado de Sa√ļde de Minas Gerais (SES-MG), al√©m da Fiocruz Minas.

Vacinas, t√©cnicas de imuniza√ß√£o e de sequenciamento gen√©tico, m√©todos de diagn√≥sticos, al√©m de um panorama sobre doen√ßas infecto-parasit√°rias reemergentes foram alguns dos temas em discuss√£o, durante o m√≥dulo te√≥rico. Houve ainda uma sess√£o pipoca, com a exibi√ß√£o do filme Blade Runner ‚Äď O ca√ßador de andr√≥ides, e um minicurso sobre escrita cient√≠fica e apresenta√ß√£o de dados cient√≠ficos.

‚ÄúO encerramento dessa parte te√≥rica aconteceu no s√°bado (27), quando os alunos se dividiram em grupos e apresentaram trabalhos sobre algum dos temas ministrados, j√° usando as t√©cnicas passadas durante o minicurso. Fizemos no modelo do Pint of Science, com muita descontra√ß√£o e m√ļsica para encerramento das atividades‚ÄĚ, conta a pesquisadora Cristina Toscano, coordenadora do Cidip.

Para o módulo prático, foram oferecidos quatro temas: avaliação da atividade da polimerase do vírus influenza em sistema de expressão transitória; expressão e purificação de proteínas recombinantes; identificação e exame de triatomíneos; imunofenotipagem por citometria de fluxo. Nesta etapa, os estudantes foram para dentro dos laboratórios, tendo a oportunidade de acompanhar o desenvolvimento das atividades de pesquisa em andamento na unidade.

Em sua segunda edi√ß√£o, o Cidip 2019 ofereceu 50 vagas. Ao todo, foram recebidas 201 inscri√ß√Ķes. Os participantes selecionados vieram de diversos estados do Brasil, sendo a maioria deles alunos de gradua√ß√£o.

Um formul√°rio de avalia√ß√£o do curso foi disponibilizado, de forma que os participantes possam registrar suas opini√Ķes. Entre os que j√° responderam, um total de 33, a avalia√ß√£o √© positiva: s√£o 87% dando nota m√°xima para o curso e 88% declarando que a atividade despertou interesse em fazer est√°gio no IRR. Organiza√ß√£o do evento e palestrantes tamb√©m tiveram √≥timas avalia√ß√Ķes, recebendo nota m√°xima por parte de 79% e 76%, respectivamente.

‚ÄúAs avalia√ß√Ķes demonstram o sucesso dessa atividade. O curso representa uma oportunidade de treinamento em temas espec√≠ficos, al√©m de promover momentos de intera√ß√£o entre pesquisadores e estudantes e ainda entre pesquisadores do IRR e de outras institui√ß√Ķes. √Č uma forma de divulgar nossos programas de p√≥s-gradua√ß√£o, alavancar a pesquisa no pa√≠s e criar oportunidades de colabora√ß√Ķes‚ÄĚ, destaca a coordenadora.

O curso recebeu investimentos da Capes, Kasvi, Lab Research. Contou ainda com o apoio da Rede de Pesquisadores e Serviço de Apoio a Projetos (Sapro/IRR).