Estudo vai acompanhar pacientes com Covid longa

MonitoraVita

A Fiocruz Minas, em parceria com a Secretaria Municipal de Sa√ļde de Belo Horizonte (SMSA-BH) e o Minist√©rio da Sa√ļde, inicia, nesta ter√ßa-feira (2/4), um estudo que vai acompanhar pessoas que tiveram o diagn√≥stico de Covid-19 e desenvolveram sequelas ap√≥s a infec√ß√£o. Trata-se do Monitoramento Fiocruz Vita, que tem por objetivo caracterizar o perfil imunol√≥gico e hematol√≥gico dos pacientes, verificando altera√ß√Ķes no sistema imune e no sangue devido √† doen√ßa, bem como os danos teciduais, e a rela√ß√£o dessas altera√ß√Ķes com as condi√ß√Ķes p√≥s-covid.

‚ÄúAs condi√ß√Ķes p√≥s-covid s√£o sintomas que permanecem ou surgem a partir de quatro semanas ap√≥s a infec√ß√£o por Covid-19, tais como altera√ß√£o no olfato e paladar, cansa√ßo, fraqueza, tosse, altera√ß√£o de humor, queda de cabelo, dificuldade de concentra√ß√£o, entre outros. Embora tenha havido avan√ßos na compreens√£o da epidemiologia e dos fatores que contribuem para as sequelas, muitas informa√ß√Ķes ainda precisam ser mais bem compreendidas e, dessa forma, o acompanhamento desses pacientes √© fundamental. Al√©m disso, algumas condi√ß√Ķes permanecem por meses ap√≥s a infec√ß√£o inicial, exigindo um tratamento adequado‚ÄĚ, explica a pesquisadora Rafaella Fortini, coordenadora do estudo.

Assim, al√©m do monitoramento das condi√ß√Ķes p√≥s-covid por meio de exames laboratoriais, os participantes da pesquisa passar√£o por tratamento multiprofissional, que ser√° realizado por meio das equipes da SMSA-BH, atrav√©s de um fluxo pr√©-determinado. Os dados gerados durante o estudo v√£o auxiliar os gestores e √≥rg√£os de sa√ļde a definir protocolos de atendimento, diagn√≥stico e tratamento para as condi√ß√Ķes p√≥s-covid.

Para participar- Podem participar da pesquisa crian√ßas maiores de cinco anos e adultos de qualquer idade. √Č preciso que os participantes morem em Belo Horizonte e n√£o tenham sido internados em UTI/CTI com necessidade de suporte ventilat√≥rio. Os interessados em participar devem preencher o formul√°rio online, dispon√≠vel em https://redcap.link/fiocruzDATAmonitoramentoVITA, bem como no site da Fiocruz Minas. Ap√≥s o preenchimento, a equipe do Monitoramento Fiocruz Vita entrar√° em contato para informar sobre as pr√≥ximas etapas.

Os pesquisadores v√£o acompanhar os participantes durante 18 meses, por meio de encontros presenciais, que acontecer√£o no Centro de Sa√ļde Carlos Prates. ¬†Ao todo, ser√£o cinco consultas, sendo uma primeira para a inclus√£o dos participantes no estudo e, depois, mais quatro nos tempos de 1 m√™s, 3, 6 e 12 meses ap√≥s o primeiro encontro. ‚ÄúDentro de 12 meses, vamos analisar as rela√ß√Ķes desses marcadores do sangue com as condi√ß√Ķes p√≥s-covid. Mas o monitoramento se estender√° at√© 18 meses, para verificarmos se o tratamento foi conclu√≠do, se a pessoa se curou ou se ainda se ainda h√° alguma queixa. Assim, teremos um perfil completo das condi√ß√Ķes dos participantes‚ÄĚ, afirma Fortini.